BN20 | Você bem perto da notícia

Recôncavo baiano recebe maior festival de documentário do Norte e Nordeste

Publicada em 06/09/2016 ás 08:25:02

 

O Festival de Documentários de Cachoeira (CachoeiraDoc) chega a sua sétima edição e apresenta uma programação de filmes inéditos para a Bahia. O evento, que tem o apoio do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), desde a sua primeira edição (2010), acontece desta terça-feira a domingo (6 a 11), no município de Cachoeira (Recôncavo), no Cine Theatro Cachoeirano e no Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CAHL/UFRB).

Com destaque no cenário nacional, o festival é o maior sobre o gênero documentário do Norte e Nordeste. Neste ano, serão exibidos 60 filmes, sendo a maioria inédita no estado. Os curtas, médias e longas-metragens integram três mostras - Competitiva, Com Mulheres e Contemporânea -, que serão abertas ao público. A Mostra Com Mulheres, de autoria coletiva, tem destaque no festival, exibindo mais de 20 filmes dirigidos e protagonizados por mulheres.

De acordo com a idealizadora e uma das coordenadoras do CachoeiraDoc, Amaranta Cesar, a diversidade de filmes que compõem a mostra, a maioria curtas e médias-metragens, dá a medida da qualidade e intensidade da presença das mulheres no cinema. Para ela, compor uma coleção em conjunto é também a ocasião para expandir a ideia de autoria. “Todo esse programa foi pensado a partir da constatação cada vez mais premente de que estarmos juntas é hoje, mais do que sempre, uma questão urgente”.

A programação da Mostra Competitiva consta de 16 curtas e 11 médias e longas-metragens. Entre os documentários estão os baianos ‘Voz das Mulheres Indígenas’, de Glicéria Tupinambá e Cristiane Pankararu, ‘A Noite Escura da Alma’, de Henrique Dantas, ‘Jonas e o Circo sem Lona, de Paula Gomes. Outros documentários premiados compõem a mostra, como ‘Há Terra!’, de Ana Vaz, ‘Quem matou Eloá?’, de Lívia Perez, ‘O Sepulcro do Gato Preto’, de Kaneda Asfixia e Frederico Moreira, ‘Retrato de Carmem D.’, de Isabel Joffily, e ‘Sem Título # 2: La Mer Larme’, de Carlos Adriano.

A Mostra Contemporânea, em parceria com o Cineclube Mario Gusmão, vai exibir documentários atuais que abordam, entre outros temas, questões de gênero e a disputa por espaços sociais e urbanos. A mostra acontece de terça a quarta-feira e no sábado (6 a 8) e no sábado (10), no Cine Theatro Cachoeirano e em comunidades e escolas de Cachoeira e São Felix.

Oficina e encontros gratuitos

O VII CachoeiraDoc é uma realização da Ritos Produções e do Grupo de Estudos e Práticas do Documentário, do Curso de Cinema e Audiovisual da UFRB, e vai realizar também várias oficinas e mini encontros, todos gratuitos . Sua proposta é buscar fomentar a difusão e a produção de documentários, além da discussão sobre o gênero, por meio de oficinas, debates, ciclo de conferências e exibição de filmes. Nas seis edições anteriores, cerca de 13 mil pessoas assistiram a mais de 220 documentários, muitos deles inéditos na Bahia e Brasil. A programação completa e outras informações estão disponíveis no site do festival.

Fundo de Cultura

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artísticas e culturais baianas, o Fundo de Cultura da Bahia (FCBA) custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. São financiados, preferencialmente, aqueles que, apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.

O FCBA está estruturado em quatro linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação - Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Mais informações estão disponíveis no site da Secult.

 

publicidade

Portal BN20
Related Posts with Thumbnails

Leia Também

23/08

22/08

22/08

21/08

21/08

21/08

20/08

20/08

17/08

16/08


Publicidade